Violiníssimos e Ritmare - CiRAC
16931
page-template-default,page,page-id-16931,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge | shared by vestathemes.com,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Violiníssimos e Ritmare

Violiníssimos da Academia de Música de Paços de Brandão e Ritmare (Colégio de Lamas)

 

RITMARE é um grupo de percussão que alia a exploração tímbrica de diversas fontes sonoras a uma surpreendente componente cénica. É composto por cerca de 50 alunos e os trabalhos realizados são originais, fruto da criatividade conjunta dos seus elementos, e inspiram-se nos sons e ritmos do quotidiano.

Dinamizadores: Professor Pedro Almeida.

 

Intervenientes: Alunos do 3º Ciclo e Secundário.

 

Objetivos: Sensibilizar os alunos para a importância da música como elemento de construção cultural e social; Permitir aos alunos a criação rítmica e o intercâmbio de diversidade multicultural.

 

Concretização: Grupo de percussão constituído por cerca de 50 alunos que realiza ensaios e participa em atividades diversificadas, dentro e fora do Colégio. Os trabalhos realizados são originais, fruto da criatividade conjunta dos seus elementos, e inspiram-se nos sons e ritmos do quotidiano.

 

VIOLINÍSSIMOS – ACADEMIA MÚSICA DE PAÇOS DE BRANDÃO

 

[Classe de Suzuki de Violino da Academia de Música de Paços de Brandão]

 

Com idades compreendidas entre os 3 e os 18 anos de idade, os 55 alunos que constituem os Violiníssimos têm uma atividade artística regular apresentando-se em con­certos no âmbito da Academia de Música, bem como no seu exterior. Têm realizado concertos em vários pontos do Concelho de Santa Maria da Feira e regiões limítrofes; em 2004 e 2006, apresentaram-se em direto na RTP, posteriormente atuaram na Casa da Música e na Ordem dos Médicos no Porto, Conservatório Nacional e Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian, Póvoa de Varzim, S. Pedro do Sul, entre outros. As­sidu­a­mente, fazem apresentações de índole pedagógica e colaboram em concertos de ação social, solidariedade e beneficência.

 

Conta com alunos premiados em Concursos Nacionais e Internacionais, tais co­mo, Orquestra de Jovens da União Europeia, Paços’ Premium, Concurso Internacional do Fundão, OCPzero (Orquestra de Câmara Portuguesa Júnior), Concurso de Santa Ce­cí­lia (Porto), Concurso Elisa Pedroso (Vila Real), Concurso de Instrumentos de Arco do Al­to Minho e Concurso Marília Rocha (Vila do Conde).

 

A classe é orientada pelos professores de violino Alexandra Trindade, Ana Brízida Oliveira e Tiago Santos e é acompanhada ao piano por Joaquim Santos.

 

O CiRAC está ao seu dispor para esclarecer qualquer dúvida.