Skip links

Coro CiRAC

🎶 Música Coral | X Séculos de História

📅 Sábado, 07 Novembro

⌚ 21h30

📍 Centro Cultural Milheirós de Poiares

🎫 Gratuito

Reserve já!

O Coro do CiRAC tem sede em Paços de Brandão. Foi formalmente fundado em 1976 e tem desenvolvido uma atividade musical Litúrgico-profana, com uma incursão por estilos musicais muito diversificados e arrojados. A direção musical do Coro esteve a cargo, desde a sua formação, dos maestros Mário Anacleto (um dos fundadores do coro e do CiRAC), Emanuel André Melo, Silvina Tavares, José Resende, Georgina Teixeira. Atualmente é seu diretor musical o maestro Vítor Sousa.
Esteve presente em diversos encontros de coros, do Norte ao Sul do país. Participou em concertos em Aveiro, Viseu, Coimbra, Évora, Montemor-o-Novo, Faro, Porto, Lisboa, Ovar, Santa Maria da Feira, e em muitas outras localidades. Tem participado, desde a sua primeira edição, no Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão (originalmente designado Festival de Música de Verão) que já conta com 41 edições ininterruptas. Factos marcantes dos últimos anos: 1985 – Foi o brilhante vencedor do concurso Distrital de Coros Amadores do Distrito de Aveiro, tendo vencido todas as eliminatórias; Participou no XIII Festival Galaico-Português de Polifonia e Canto Coral de Carballiño, em Orense – Espanha, representando Portugal e tendo recebido excelentes críticas pela sua participação; Em 1986 foi um dos finalistas do Concurso Nacional “Novos Valores da Cultura”; 1987 – Estreou o “Glória” de Vivaldi”; 1988 – Interpretou a Oratória “Jephte” de Carissimi; em 1997 atuou, com enorme êxito, na X Mostra da Canção Coral de Valdoviño, na Corunha, recebendo, desde então, vários convites para regressar à Galiza. A convite da Editora Public-Art, participou na gravação de um CD, com o título genérico “Os Melhores Coros da Região Norte – Douro Litoral Sul”. Em 2005 participou, em conjunto com outros grupos corais, de Santa Maria da Feira, na “Cantata ao Mártir São Sebastião”, por ocasião dos 500 anos da Festa das Fogaceiras; 2006 – Sob a direção do atual maestro, Ernesto Coelho, apresentou excertos do musical “Jesus Christ Superstar” de Andrew Lloyd Webber. Nas Comemorações do 30º Aniversário do CiRAC, deu voz ao hino desta associação, produzido sob a responsabilidade artística do conhecido músico Nuno Feist.
Em 2005 e 2006 foi o Grupo Coral selecionado para representar o distrito de Aveiro num projeto musical desenvolvido pelo INATEL, intitulado “Canções do Nosso Tempo”, tendo- -se apresentado em Viseu e também no Montijo, no Cineteatro Joaquim de Almeida;
2007 – Interpretou, na íntegra, a obra “Carmina Burana” de Carl Orff. Em 2008 participou no conceituado Concorso Corale Internazionale Citá di Rimini – Itália, sendo o único representante português e tendo alcançado o 4º lugar, entre cerca de 30 grupos corais provenientes da América Central, África, Ásia, e de toda a Europa, com grande predominância de coros dos Países de Leste, os quais detêm uma qualidade coral acima da média. De 2010 até a atualidade tem apresentado um espetáculo intitulado “Old Times, New Times”, onde os elementos do coro, interpretam algumas das músicas mais marcantes do passado e da atualidade. São sempre acompanhados por músicos que tocam ao vivo.
Em 2017 fez parte dos backing vocals do musical “José e o Deslumbrante Manto de Mil Cores”, de Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, apresentado no Europarque e organizado pelo CiRAC.

 

Vítor Sousa Maestro
Nascido no Porto em 1981, licenciou-se em Canto na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto, na classe do Prof. Rui Taveira. É elemento do Coro Casa da Música, sob a direção de Paul Hillier, ator na Companhia Etcetra Teatro e professor na Escola de Música de Santa Cecília. Criou a banda Vítor Blue, onde é compositor, pianista e cantor.
Vítor Sousa tem tido a oportunidade de se apresentar em alguns dos mais importantes Festivais de Musica nacionais e internacionais sob a direcção de maestros como: António Saiote, Barbara Franck, Borges Coelho, Emidio de César, Filipe Veríssimo, Jonathan Ayerst, Jorge Salgueiro, Laurence Cummings, Paul Hillier, Peter Rundel, Roberto Perez, Simon Carrington, entre muitos outros.
Atualmente desenvolve a sua carreira nas mais variadas áreas da música e participa em projetos do Pop (Diário de um Cantor no Desemprego) ao Jazz (Tiago Lima), da direção (maestro do Coro do CIRAC, maestro da Orquestra de Câmara e do Coro Juvenil da Escola de Música de Santa Cecília) ao Canto Lírico (dezenas de projetos de ópera como cantor, encenador, tradutor e diretor vocal).